Ansiedade!

01/09/2011 21:47

Ansiedade! 

LEITURA BÍBLICA 
Eclesiastes 11.9-10 

Quando a ansiedade já me dominava... o teu consolo trouxe alívio (Sl 94.19). 

A ansiedade é um estado caracterizado pelo sentimento de insegurança e de transtornos. Entretanto, diante de certas situações naturais, a ansiedade é aceita como reação normal. Agora, quando a pessoa é dominada pela ansiedade constante, que pode ser chamada de angústia, ela perde a visão das boas oportunidades, torna-se medrosa, amargurada, com pena de si mesma, solitária e depressiva. Nessas ocasiões, a auto-estima - que é a consciência do valor pessoal - e a esperança tornam-se eficientes remédios dados por Deus para combatê-la. 

Não se trata de espiritualizar o que é meramente humano, mas a primeira instrução bíblica para você obter auto-estima e esperança é: Não fuja de Deus; pelo contrário, diga com confiança: “Na tua presença, Senhor, estão os meus desejos todos e a minha ansiedade não te é oculta” (Sl 38.9 ARA) e “a minha alma tem sede de ti” (Sl 63,1). Por isso, crie e tenha sede de Deus e procure-o como você corre atrás da água quando está com sede. 

Falo sobre sede porque é exatamente essa sede que ajudará você a seguir a Bíblia quando ela diz: “Lancem sobre Deus toda ansiedade, porque Ele tem cuidado de vocês” (1Pe 5.7). 
Depois disso alimente-se com a Palavra de Deus. “O que me consola na minha angústia é isto: que a tua Palavra me vivifica” (Sl 119.50 ARA). 

Estas são palavras de quem viveu crises, angústias e ansiedades terríveis e as venceu pela confiança nas promessas de Deus. É essa vivificação oriunda da Palavra de Deus que lhe dará segurança, equilíbrio e fé. Na verdade, a auto-estima cristã é resultado da certeza de poder contar com o Deus todo-poderoso que se abriu para nós através de seu Filho, Jesus Cristo. Portanto, envolva-se com pessoas que obedecem a Jesus. A convivência com irmãos na fé lhe dará coragem para aprender a enfrentar a ansiedade e as demais dificuldades humanas, segundo o padrão de Deus. - MLN 

Ansiedade, temor e culpa devem ser entregues àquele cujo poder derrotou a morte, Jesus Cristo.