EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS E ARQUEOLÓGICAS MENCIONADAS NA BÍBLIA

26/09/2011 11:18

 

EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS E ARQUEOLÓGICAS MENCIONADAS NA BÍBLIA

 
A- O que dizer das várias versões de um dilúvio em diferentes culturas espalhadas pelo mundo?
1- Grécia - Os gregos antigos diziam que Deucalião fora avisado de que os deuses iam trazer uma inundação à Terra por causa da maldade dos seus habitantes. Por isso, Deucalião construiu uma arca para sobreviver à catástrofe. No final do dilúvio, essa arca teria pousado no Monte Parnaso.
2- Índia - A tradição hindu conta que Manu foi avisado de uma inundação, tendo construído um navio no qual só ele escapou.
3- China - A tradição chinesa diz que Fa-He, fundador da civilização, escapou com a esposa, três filhos e três filhas, de uma inundação resultante da rebelião do homem contra o Céu.
4- Ilhas Fiji - Os habitantes de Fiji contam que no Dilúvio só se salvaram 8 pessoas.
5- Perú - Os peruanos dizem que um homem e uma mulher se salvaram num caixão que ficou flutuando nas águas da inundação.
6- México - A tradição mexicana diz que um homem, sua mulher e filhos, dentro de um navio, foram salvos de um Dilúvio que cobriu a Terra.
7- Inglaterra - Os druidas conservavam a tradição de que o mundo tinha sido povoado de novo por um justo patriarca, que se salvara num possante navio de uma inundação enviada à Terra pelo Ser Supremo, em resultado da maldade do homem.
8- Índios americanos - Os índios americanos têm várias lendas segundo as quais uma, três ou oito pessoas se salvaram num barco acima do nível das águas, no cume de um alto monte.
9- Polinésia - Os polinésios têm histórias de um dilúvio onde 8 pessoas escaparam.
B- Ao mesmo tempo – Os efeitos de Babel.
Em Fevereiro de 2008, arqueólogos alemães e peruanos anunciaram (CLICAR)a descoberta do monumento mais antigo que se conhece na América do Sul (CLICAR). Segundo eles, a praça circular foi erigida entre os anos 3500 e 3000 A.C. e situa-se na costa norte do Perú. As escavações mostram que a civilização surgiu no Perú ao mesmo tempo que as civilizações da Mesopotâmia e do sul da Ásia.
Ruth Shady, destacada arqueóloga peruana e conselheira do Instituto Nacional de Cultura do Perú, disse que a descoberta “LEVANTA QUESTÕES QUANTO AO QUE TERÁ LEVADO AS CIVILIZAÇÕES A FLORESCEREM PELO PLANETA, MAIS OU MENOS NA MESMA ALTURA“.
O artigo da UOL lembra: “COMO AS CIDADES SURGIRAM EM LOCAIS TÃO DIFERENTES DO PLANETA EM UM [sic]PERÍODO PRÓXIMO DE TEMPO É AINDA UMA QUESTÃO SEM RESPOSTA.“
___________________________________________________________________________
Claro que isto não é nenhuma “QUESTÃO SEM RESPOSTA” para os cristãos que acreditam na Bíblia, que sabem que as diferentes civilizações se dispersaram, num curto período de tempo, após o episódio de Babel (Génesis 11:9).
Muitos dos novos grupos de populações levariam consigo o conhecimento necessário para construir edifícios, causando o aparecimento brusco de civilizações, ao longo do planeta. Aqueles que não possuíssem esse conhecimento seriam obrigados a “começar de novo”, talvez em cavernas ou outros tipos de abrigo similares, estabelecendo tipos de sociedades diferentes para, mais tarde, o pensamento evolucionista racista enquadrar no seu conto de fada científico.
Esta dispersão dos novos grupos de populações está associado, também, ao aparecimento súbito das diferentes famílias linguísticas. Desta forma, não é surpreendente ler declarações como a de Bill Bryson, jornalista evolucionista, emMOTHER TONGUE, a falar sobre a origem das línguas:
“ONE OF THE GREATEST MYSTERIES OF PREHISTORIC IS HOW PEOPLE IN WIDELY SEPARATED PLACES SUDDENLY AND SPONTANEOUSLY DEVELOPED THE CAPACITY FOR LANGUAGE AT ROUGHLY THE SAME TIME. IT WAS AS IF PEOPLE CARRIED AROUND IN THEIR HEADS A GENETIC ALARM CLOCK THAT SUDDENLY WENT OFF ALL AROUND THE WORLD AND LED DIFFERENT GROUPS IN WIDELY SCATTERED PLACES ON EVERY CONTINENT TO CREATE LANGUAGES” (Um dos grandes mistérios da pré-história está relacionado com o facto de pessoas de lugares muito afastados terem desenvolvido subita e espontaneamente, praticamente ao mesmo tempo, a capacidade da linguagem. Foi como se as pessoas transportassem nas suas cabeças um alarme genético que, subitamente, despertou em todo o mundo e fez com que diferentes grupos espalhados em todos os continentes criassem línguas) (Bryson, B. (1991) “MOTHER TONGUE“, England: London, pág. 14)
Do ponto de vista evolucionista, não há uma explicação cabal para o facto de as diferentes civilizações, assim como as famílias linguísticas, terem surgido repentinamente e quase ao mesmo tempo. O evolucionista vê-se na posição embaraçosa de ter de explicar por que razão os homens anatomicamente modernos andam pela Terra há cerca de 200.000 anos e há cerca de 5000 anos … criaram cidades e línguas na mesma altura.
Quando as palas são retiradas, podemos ver que o relato de Génesis não mente naquilo que diz em relação à origem das civilizações e das línguas.
C - Adão e Eva – facto ou ficção?
Exposição conduzida pelo Dr. Rodrigo Silva a respeito da narrativa de Génesis sobre Adão e Eva.
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=q-dOT9P0-T8]
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=5pw7ageeYpA]
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=9nwadQqLqiw]
O SINETE E O SELO DE ADÃO E EVA
O sinete de “Adão e Eva” (CLICAR)foi descoberto em 1932 pelo Dr. Speiser, do Museu da Universidade da Pensilvânia, em Tepe Gawra, 19 quilómetros a norte de Nínive, antiga capital assíria [*1].
Ele datou este sinete de cerca de 3500 A.C. e declarou que o mesmo sugeria nitidamente a história de Adão e Eva: nus, um homem e uma mulher andavam sob um profundo abatimento e de coração quebrantado, seguidos por uma serpente.
Encontra-se hoje no Museu da Universidade, em Filadélfia.
_____________________________________________________________________
O selo de “Adão e Eva” (CLICAR) foi descoberto na Mesopotâmia pelo arqueólogo George Smith, do Museu Britânico, e datado de 2200 a 2100 A.C.. A cena retratada no selo sugeria-lhe a história bíblica da tentação de Adão e Eva.
Um homem e uma mulher estão sentados ao pé de uma árvore. Uma serpente está atrás da mulher.
_____________________________________________________________
Não prova o capítulo 1 e 2 de Génesis, mas é deveras sugestivo.
_____________________________________________________________
REFERÊNCIAS OU NOTAS:
[*1] – Halley, H. (1983) “Manual Bíblico”, São Paulo, S.P., SOCIEDADE RELIGIOSA EDIÇÕES VIDA NOVA, pág. 68
 
D- A Torre de Babel e as evidências arqueológicas.
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=eijm8dsQNZk]
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=PAumNy8gBEw]
[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=IgoKolJ2pgQ]
Em Fevereiro de 2008, arqueólogos alemães e peruanos anunciaram a descoberta do monumento mais antigo que se conhece na América do Sul (Em português). Segundo eles, a praça circular foi erigida entre os anos 3500 e 3000 A.C. e situa-se na costa norte do Perú. As escavações mostram que a civilização surgiu no Perú ao mesmo tempo que as civilizações da Mesopotâmia e do sul da Ásia.
Ruth Shady, destacada arqueóloga peruana e conselheira do Instituto Nacional de Cultura do Perú, disse que a descoberta “LEVANTA QUESTÕES QUANTO AO QUE TERÁ LEVADO AS CIVILIZAÇÕES A FLORESCEREM PELO PLANETA, MAIS OU MENOS NA MESMA ALTURA“.
O artigo da UOL  lembra: “COMO AS CIDADES SURGIRAM EM LOCAIS TÃO DIFERENTES DO PLANETA EM UM [sic]PERÍODO PRÓXIMO DE TEMPO É AINDA UMA QUESTÃO SEM RESPOSTA.“
 
A ARQUEOLOGIA CONFIRMA CONSTANTEMENTE A HISTORICIDADE DA BÍBLIA, MOSTRANDO QUE A FÉ DO CRISTÃO ASSENTA EM FACTOS HISTÓRICOS, REAIS.
LOCAIS / CONSTRUÇÕES
E- O muro de Neemias.
Em Novembro de 2007, uma equipa de arqueólogos descobriu (CLICAR)aquilo que eles acreditam ser parte do muro reconstruído por Neemias (NEEEMIAS 2:17;6:15). Aparentemente, a descoberta foi acidental… o resultado de uma tentativa de restaurar uma torre em estado precário. Daí a surpresa por parte dos arqueólogos.
“FICÁMOS SURPREENDIDOS“, admitiu a Drª Eilat Mazar, líder da equipa, não deixando de notar que esta descoberta foi feita numa altura em que muitos estudiosos afirmavam que o muro nunca existiu.
__________________________________________________________
A Bíblia é culpada até prova em contrário. É assim que funciona o pensamento dos cépticos. Mas, como sempre, Deus tem a última palavra.
 
F- O palácio da rainha de Sába.
Sabá foi um reino localizado no sudoeste da Arábia que existiu entre 900 A.C. e 1000 A.C.. A Bíblia diz-nos em I Reis capítulo 10 que a rainha de Sába ouviu falar da grande sabedoria do rei Salomão e foi visitá-lo para constatar essa fama com os seus próprios olhos:
“TENDO A RAINHA DE SABÁ OUVIDO DA FAMA DE SALOMÃO, NO QUE CONCERNE AO NOME DO SENHOR, VEIO PROVÁ-LO POR ENIGMAS.” (I REIS 10:1)
“E DISSE AO REI: ERA VERDADE O QUE OUVI NA MINHA TERRA, ACERCA DOS TEUS FEITOS E DA TUA SABEDORIA. CONTUDO EU NÃO O ACREDITAVA, ATÉ QUE VIM E OS MEUS OLHOS O VIRAM.” (I REIS 10:6-7)
O ano passado (2008),um grupo de arqueólogos alemães, da universidade de Hamburgo, descobriu (CLICAR)os restos do seu palácio, na Etiópia.
______________________________________________________________
A arqueologia confirma, constantemente, a historicidade da bíblia, mostrando que a fé cristã assenta em factos históricos, reais. A fama de Salomão chegou aos ouvidos da rainha de Sába e esta quis vir experimentá-lo pessoalmente. Não saiu defraudada.
Admiro muito o rei Salomão. O livro de Provérbios, escrito por ele, é um dos meus preferidos da Bíblia. Muita gente não deve saber mas algumas expressões que hoje se dizem por aí têm por base este livro. Já deves ter ouvido algo do género: “ATÉ UM IDIOTA PASSA POR INTELIGENTE, SE FICAR CALADO“. Só não sabias que se baseia em Provérbios 17:28.
 
G- Tanque de Siloé descoberto.
O evangelista João relata que Jesus curou um cego, ordenando que este fosse ao tanque de Siloé tirar o lodo que lhe tinha colocado nos olhos (JOÃO 9:7).
Em Agosto de 2005, este tanque foi descoberto. Um grupo de trabalhadores encontrava-se a reparar um cano de esgoto, na cidade de Jerusalém, quando descobriu um reservatório de água. Arqueólogos foram chamados ao local e confirmaram (CLICAR)que esse reservatório era o tanque de Siloé, mencionado no evangelho de João.
“OS ACADÉMICOS D IZIAM QUE O TANQUE DE SILOÉ NÃO EXISTIA E QUE JOÃO ESTAVA APENAS A UTILIZAR UM CONCEITO RELIGIOSO” para ilustrar uma situação, afirmou James Charlesworth, estudioso do Novo Testamento no Seminário Teológico de Princeton, nos Estados Unidos da América. [Faz lembrar aqueles cristãos que dizem que o relato de Adão e Eva não é verdadeira História, mas serve apenas para ilustrar que Deus é a causa primeira.]
A descoberta do tanque de Siloé mostra que um evangelho que muitos pensavam conter apenas “TEOLOGIA PURA” está “ALICERÇADO EM HISTÓRIA“, disse Charlesworth.
____________________________________________________________
É. Os cépticos diziam que o tanque de Siloé não existia e que João tinha inventado tudo. Os cépticos podem dizer o que quiserem mas a verdade é que a Arqueologia continuará a comprovar o carácter histórico da Bíblia.
 
fonte: Galeria Biblica